Tel: (11) 99884-9688

E-mail: contato@fabiolastorf.com.br

São Paulo - SP

  • face
  • insta
  • youtube
  • twiter

January 5, 2010

December 24, 2009

December 18, 2009

December 15, 2009

December 13, 2009

December 8, 2009

December 4, 2009

December 1, 2009

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Noivado

1 Dec 2009

O noivado dificilmente chegará a ser um acontecimento tão bem planejado quanto pode ser um casamento. Acontece de uma maneira cheia de imprevistos, romantismo, muita esperança e às vezes um pouco de medo. Por isso há pouca coisa a colocar sistematicamente a respeito do noivado, senão que tradicionalmente o namorado propõe o casamento à namorada e, se aceito, providencia alianças para ambos, ou um anel para a noiva, ou ambas as coisas, para logo se entregarem ao planejamento do casamento e da futura vida em comum.

As alianças terão gravados os nomes do noivo e da noiva, cada um dos dois usará aquela com o nome do parceiro. A data do casamento será gravada mais tarde. O anel do noivao, de uma pedra preciosa ou semipreciosa, natural ou artificial, de cor clara ou não muito escura (a partir do diamante até o topázio passando por uma variedade de cores que inclui a água-marinha) não receberá gravação alguma.

É uma tradição que acrescenta certo valor moral ao casamento, e uma emoção a mais nos seus preparativos, o “pedir a mão da noiva”. Nesse particular, não se segue hoje o mesmo rito de antigamente. Na verdade, o que se faz é uma participação respeitosa aos pais, da decisão do noivado tomada pelo casal de namorados. Essa participação é esperada não somente por cortesia, ou porque enseja à noiva receber para si e para o seu futuro companheiro as bênçãos dos pais, ou porque seja uma questão de etiqueta, etc., mas por razão de coerência. Porque, se os namorados decidem se casar, isto quer dizer que eles prezam a instituição da família e, portanto, para serem coerentes com esse sentimento, espera-se que mostrem amor por suas próprias famílias. Como prova, farão que seus pais sejam os primeiros a saber do seu projeto, antes de participarem a decisão a quaisquer outras pessoas. Achei essa definição de noivado interessante e por isso postei aqui. Fonte - Rubem Cobra
 

ANEL DE NOIVADO

 O significado do noivado não mudou muito com o passar do tempo e significa a maturidade do relacionamento de um casal e que os dois estão prontos para formar uma família.

Se estiver a seu alcance, o noivo poderá presentear sua futura esposa com um anel de brilhantes que significa amor eterno. Este anel pode ser dado à noiva durante a festa de noivado ou só entre os dois numa comemoração íntima. 
 

QUANDO OS NOIVOS OPTAREM SOMENTE PELAS ALIANÇAS

 Na ocasião do noivado haverá a troca de alianças. Essas alianças são as mesmas que serão usadas pelos dois após o casamento. Durante todo o período do noivado, o noivo e a noiva usam a aliança no dedo anular da mão direita. A dela tem as iniciais ou o primeiro nome do noivo gravado e a dele tem as iniciais ou o primeiro nome da noiva gravado.

Um dia ou dois antes do casamento, a noiva entrega sua aliança para o noivo que irá levá-la, juntamente com a dele, para polir e gravar a data do casamento.

No dia do casamento, o noivo leva as duas alianças com ele (já polidas e com a data do casamento gravada) e estas serão trocadas durante a cerimônia. Após a cerimônia o noivo e a noiva passarão a usar as alianças no dedo anular da mão esquerda. 
 

QUANDO HOUVER SOMENTE O ANEL DE NOIVADO

 Na ocasião do noivado, o noivo colocará o anel no dedo anular da mão esquerda da noiva e no dia do casamento, antes de ir para a igreja, ela deverá passá-lo para a mão direita. Ele permanecerá neste dedo (da mão direita) após o casamento, já que a aliança será usada na mão esquerda.

Algumas pessoas possuem os dedos das mãos direita e esquerda um pouco diferentes, sendo assim, pode ser que o anel não sirva nos dois dedos. Neste caso, a noiva poderá usar o anel de noivado na mão direita durante todo o período do noivado e também após o casamento.
 

QUANDO HOUVER ANEL DE NOIVADO E ALIANÇAS

 Na ocasião do noivado, o noivo colocará o anel no dedo anular da mão esquerda da noiva e a aliança no anular da mão direita. Ela colocará a aliança no dedo anular da mão direita dele.

Um dia ou dois antes do casamento, a noiva entrega sua aliança para o noivo que irá levá-la, juntamente com a dele, para polir e gravar a data do casamento.

Antes de ir para a igreja, ela deverá passar o anel para a mão direita. Após a cerimônia, o noivo e a noiva passarão a usar a aliança no dedo anular da mão esquerda.

Há ainda quem prefira usar a aliança e o anel do mesmo dedo após o casamento. Fica a critério da noiva. Caso ela prefira fazer dessa forma, o anel de noivado só passará para a mão direita no dia da cerimônia e voltará para a mão esquerda no dia seguinte, juntamente com a aliança.

CURIOSIDADE:

Porque é que os anéis de noivado devem ter um diamante?

Os diamantes são chamado de “as pedras de Venus”, a deusa do amor. Ao longo da história, os diamantes foram associados às coisas belas e a sua misteriosa luz interior, ao fogo da paixão. O primeiro anel de noivado com um diamante foi oferecido em 1477 por Maximiliano, da Áustria, a Maria de Burgundy. No momento do pedido de casamento, Maximiliano colocou o anel de diamantes no terceiro dedo da mão esquerda da sua amada. Maria disse que “sim” e nasceu uma tradição. Também há quem diga que o dedo anelar da mão esquerda tem um vaso sanguíneo com a ligação mais próxima do coração. 
 

O PRIMEIRO E TRADICIONAL ANEL DE NOIVADO

 O tradicional anel de noivado é este, com o diamante suspenso por seis garras, criado por Charles Tiffany no século 19.

“O tradicional (e campeão de vendas) é o solitário, com a pedra levantada e presa por seis garras”, contou Teresa Grinberg, gerente de vendas da joalheria Tiffany no Brasil. “O anel deve ser de platina porque é o metal mais nobre e duradouro que existe, além de maximizar a luz branca da pedra, ou de ouro 18 quilates”. Por que desses detalhes? A ideia é que a joia dure por toda a vida da mulher sendo usada o tempo todo, portanto deve ser clássica (por isso o solitário) e de metal nobre (para de fato durar tanto quanto o casamento). De brilhante ou de diamante? Dá na mesma! “Diamante é a pedra, brilhante é a lapidação redonda. Quanto mais puro, sem inclusões e incolor for o diamante, maior o seu valor”, explicou Teresa.

Para os homens que ficam meio perdidos em meio a tanta informação, vale a pena simplificar: tradicionalmente, ele compra a aliança de diamantes sozinho para surpreender a mulher e fazer o pedido de casamento. Aí, depois, juntos e noivos, o casal vai até uma joalheria e escolhe as alianças iguais que vão trocar no dia da cerimônia. Mas lembre-se: tudo isso são tradições, não regras marcadas a ferro e fogo – até porque, venhamos e convenhamos, quantos futuros noivos podem comprar um solitário da Tiffany? O mais barato, que tem 0,31 quilates, custa R$ 9.800,00.

Mas existem vários outros tipos e modelos de anéis de noivado que pode caber no bolso de qualquer noivo.

 

Assessoria para casamentos

Share on Facebook
Please reload

Siga